Auxílio está na segunda etapa e consiste no pagamento de R$ 55 para cerca de 800 mil alunos da Bahia. Estudantes denunciam receberem cartão sem crédito para a compra de alimentos
Um estudante da rede pública estadual de Salvador relata dificuldade para fazer compras com auxílio-alimentação distribuído pelo governo do estado. O auxílio, que está na segunda etapa, consiste no pagamento de R$ 55 para cerca de 800 mil alunos do estado. A medida tem custo estimado de R$ 44 milhões.
Aluno do 3º ano do Colégio Estadual Professor Nelson Barros, em Cajazeiras, Matheus Santos Silva afirma que não conseguiu utilizar o benefício.
“A tia da secretaria falou que juntava o valor anterior com o de agora. Aí quando cheguei e abri o aplicativo, baixei, fiz cadastro todo, botei nome do cartão, estava como saldo zero ainda”, relata Matheus.
Estudante diz que ainda não recebeu auxílio do Governo do Estado
Reprodução
O estudante conta que outros colegas também relataram dificuldade para receber o benefício.
“No grupo da escola, várias pessoas falando que ainda não receberam; pouquíssimas pessoas receberam. Várias pessoas que conheço de outra escola não receberam ainda”, afirma.
A medida foi adotada pelo governo do estado para minimizar o impacto social da pandemia de coronavírus, já que as escolas estão fechadas e os estudantes estão sem acesso à merenda escolar.
“Eu preciso desse cartão para comprar as coisas também. Tem que sobreviver disso”, relata Matheus Silva.
O governo do estado começou a distribuição do auxílio em abril deste ano. No dia 8 de junho, teve início o pagamento da segunda parcela. Quem não conseguiu retirar o valor da primeira etapa, tem a quantia acumulada na segunda.
A Secretaria de Educação da Bahia informou que, em situação como essa, o estudante deve entrar em contato pelos canais da Ouvidoria, cujo número é: 0800 284 0011.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui